Gratidão

Este é meu primeiro texto para meu site oficial.

Não. É o segundo. Pois o anterior eu apaguei.

Ter um site hoje, é, em termos de mercado, o mínimo que se espera de um profissional. Mas, mesmo eu vivendo há anos como músico profissional, e vendo vários amigos com seus sites sempre bem atualizados e muito bem elaborados, eu não tinha o meu. Culpa minha mesmo, pois meu aluno/amigo/irmão Pablo Chagas já havia se disponibiizado para criar meu portfólio digital.

Pois bem, aqui estou. Grato por tudo isso. Não apenas por este trabalho incrível que foi produzido com carinho pra divulgar ainda mais meu trabalho, mas por poder, mais uma vez, parar e observar que sim, meu trabalho deu certo. E deu certo porque Deus sempre colocou ao meu redor pessoas incríveis.

No início, em todo o tempo, pude contar com o incentivo dos meus pais, Seu Nilson e Dona Nena, e de minha irmã, Rita, a primeira fã que tive. Mas, muito anos antes , eu passava horas na frente de um rádio, tocando minha bateria de almofadas, acompanhando minha prima Miriam, a primeira cantora que conheci. Heheheee… Éramos apenas duas crianças brincando, mas eu aguardava, ansiosamente, a chegada dela na casa de nossos avós, para começarmos os ensaios. E isto já era um incentivo para mim na época, sem ela saber eu acho.

O tempo passou, eu já tinha minha bateria, e então, eu resolvi estudar. E eu trabalhava em um posto de gasolina em meio turno, porém, enquanto não chegavam clientes, eu ficava estudando rudimentos em um canto. Todos os dias, uma viatura da Polícia passava lá, quase sempre no mesmo horário, fazendo a ronda normal, e um dos policiais, Soldado Cezar Blauth, sempre descia da viatura e ia na minha direção pra ficar me olhando estudar. A primeira vez que ele veio, achei que seria preso, mesmo não tendo aprontado nada!! Hehehehee… Mas ele queria apenas me ver estudar. Batia no meu ombro e dizia que eu seria um grande baterista. Era um grande incentivo.

Casei em 2001 com minha linda Tábata. Mudei para Porto alegre/RS nesta mesma época. E é incrível como, mesmo sendo uma pessoa bem quietinha, que fala pouco, pode ser uma força tão grande de incentivo para meu trabalho. Passamos alguns momentos bem difíceis, financeiramente falando, mas ela sempre foi incrível. Lembro que consegui comprar alguns pratos novos e ela, economizou uns trocados para conseguir comprar um estojo para guardar meus preciosos pratos de liga B8. Depois, fizemos vários cálculos para saber se conseguiríamos comprar uma bateria nova, parcelada em 10 vezes de R$90,00. Conseguimos. E conseguimos muitas outras coisas juntos.

Então, hoje eu tenho meu próprio site.

Mérito meu apenas?  Não. Nem nunca será.

Música não se faz sozinho. Ainda mais sendo baterista. E, para que eu chegasse até aqui, podendo viver exclusivamente de música, Deus usou estas, e diversas outras pessoas incríveis para me abençoar. Para dizer, sem palavras, “-Vai dar certo”.

Então, por estas, e por todas as outras que fizeram e fazem parte da minha vida, minha mais profunda gratidão. Pelo carinho, pelo amor, pelos sorrisos.

Mas, minha gratidão maior e minha dedicação em cada nota executada ou à cada novo exercício ensinado para um aluno, é para Deus. Pois Ele esteve presente  em todos estes momentos . Desde a bateria de almofadas, Ele já observava tudo e preparava um caminho perfeito para que eu chegasse até aqui. Foi Ele quem tornou tudo possível. Foi Ele quem me deu graça para continuar. É Ele quem fará ainda mais e é Ele quem preparou este momento, fazendo com que tu estejas lendo este texo, até aqui, para que tu saibas que Ele pode fazer com que tudo aconteça na tua vida.

 

Por isso, sou grato.

Josué 1; 7-9